Posts filed under ‘Cinema’

Moreauwood 2ª Temporada – Episódio 01

Esse semestre, a Sexta Fase de Produção em TV e Cinema conseguiu na AV1 produzir 17 comerciais. Algo realmente impressionante para uma cadeira de apenas dois créditos. A brincadeira nessa primeira etapa da aula foi liberar para cada grupo escolher o seu cliente. Teve de tudo, até comercial do Perdi Essa Aula. Para abrir nossa Segunda Temporada de Moreauwood, com vocês os comerciais do Bis criados e produzidos pelo Grupo 01 da Manhã.

Anúncios

outubro 25, 2009 at 4:21 am Deixe um comentário

Powerfuls Basterds

O novo filme do Tarantino, Inglourious Basterds, confirmou – mais uma vez – o poder da tal Web 2.0 ou Era da Interatividade ou Era do Consumidor. A Playarte, numa decisão digna da inteligência de muitos executivos de Oliúdi (o tipo de pessoa que aprova idéias como Mulher-gato), ia lançar o filme CORTADO no Brasil. Achavam mais legal colocá-lo na faixa dos 16 anos e, para isso, precisavam tirar algo em torno de 20 minutos. VINTE MINUTOS. Só uma pessoa muito inteligente para achar que um pedaço de VINTE MINUTOS num filme (do Tarantino) não faz falta. Ai, essa semana, uma fonte que precisa permanecer anônima me contou que foram exibir o filme para a crítica e blogueiros. Resultado: o povo nem conseguiu entender a obra. Revoltados eles avisaram: ou vem o filme todo pro Brasil ou vamos detonar e dizer pra ninguém ir ao cinema (e indiretamente baixar pela internet). A Playarte, graças a esses Poderosos Filhos-da-%$#&, decidiu então fazer o óbvio: deixar o original. Ai você se pergunta: e precisava disso tudo? Desde quando Tarantino é pra todo mundo? Onde está a vantagem em destruir um produto pra tentar vendê-lo mais? Quando você for ao cinema assistir o novo Tarantino, lembre disso e beba uma pelos Powerfuls Basterds. E lembre disso também na hora de trabalhar com seus clientes.

outubro 9, 2009 at 8:17 pm 4 comentários

Always look on the bright side of life

Uma das mais importantes influências na minha formação cultural é o grupo Monty Python. Desde minha pré-adolescência tive a felicidade de entrar em contato com o seu trabalho. E meu gosto pelo humor nunca mais foi o mesmo. Na verdade, sou tão fã deles que uso no dia-a-dia muito da sua filosofia. Como, por exemplo, a ensinada no clássico A vida de Brian (que tive o prazer de assistir com as atuais Quinta e Sexta Fases do Curso de PP).
Foi no melhor espírito Monty Python que enxerguei o bright side of life com minha gripe A + Pneumonia. Sim, o legal de ficar duas semana de cama foi a quantidade absurda de manifestações de carinho que recebi, em comentários aqui no blog, via twitter, e-mail, msn ou telefone.
Valeu mesmo galera!
Como símbolo de tudo isso, deixo com vocês o cartaz de boas-vindas criado por @tatahcosta, @jeffborbaa e @carlospieri.

setembro 9, 2009 at 7:18 pm 10 comentários

Aprendizados cinematográficos

Fly, meu dupla no novo site e no Perdicast, mandou bem mais uma vez no texto. E mais uma vez emplacou um artigo no ótimo Cinema com Rapadura. Leia e veja se Slumdog Millionaire também tocou você desta maneira. Confesso que concordo com tudo o que ele escreveu.

julho 17, 2009 at 6:57 pm 1 comentário

Programa para os namorados. Ou para quem quer conseguir um.

Feriadão (para os sortudos) pede um roteiro interessante. Então que tal curtir ótimos filmes? O Plasticine Clube bolou uma programação bem legal com alguns dos mais cults e admirados cineastas do terrir. Sim, terror que consegue arrancar boas gargalhadas da platéia. E tudo de graça! Se você ama alguém, nem que seja você mesmo, essa é uma boa dica para o final de semana. Ou vai ficar em casa vendo coisas realmente assustadoras como A Fazenda?

Dica do Fly.

junho 9, 2009 at 7:15 pm 7 comentários

Luke, I´m a geek.

– O Yellow Kid, de Richard Fenton Outcault, publicado em 2 de junho de 1894, é considerado por muitos o primeiro personagem de HQ.
– Na primeira versão do personagem, Jerry Siegel (roteirista) e Joe Shuster (desenhista) criaram uma história chamada O Reinado de Super-man, onde o tal Super-man (com hífen mesmo) era malvado, careca e tinha poderes mentais.
– Apesar de ter levado o crédito, Bob Kane não é o criador do Batman. Seu estúdio aceitou a encomenda da National e ele pensou num herói com asas de morcego e com o nome Batman. Quem criou toda a mitologia do personagem, inclusive mudando o visual ridículo de Kane, foi o escritor Bill Finger.
– Finger usou de inspiração o filme The Bat (1926) e o clássico herói Zorro, vivido por Don Diego de La Vega. Por isso Bruce Wayne é um playboy (como Diego), tem uma batcaverna (como a Toca da Raposa, do Zorro) e o fiel mordomo Alfred (como o fiel Bernardo). Tal inspiração sempre é homenageada nas histórias do Cavaleiro das Trevas: na noite do assassinato de seus pais, Bruce foi ao cinema assistir The Mark of Zorro – de 1940, dirigido por Rouben Mamoulian e estrelado por Tyrone Power.
– O personagem mais popular da Era de Ouro dos HQs era o Capitão Marvel, conhecido no Brasil pelo seu grito Shazam. Ele foi criado pelo editor Bill Parker e o ilustrador C.C.Beck.
– Na edição #5 da All Star Comics apareceu a primeira heroína das HQs: a Mulher-Gavião.
– Stan “The Man” Lee, mudou no nome da editora Atlas (antiga Timely) nos anos 60 para homenagear a primeira revista onde apareceram os heróis Tocha Humana e Namor: Marvel Comics.
– Para desenvolver o maior sucesso da Marvel, Lee trocou de dupla. Seu parceiro na criação de quase todos os heróis, o lendário Jack Kirby, não conseguiu desenhar o novo personagem. Seu traço era bom demais e Lee queria um herói comum, sem graça, um geek/nerd. Entrou em cena Steve Ditko e nasceu o amigo da vizinhança: o espetacular Homem-Aranha.
– Para guardar segredo, durante a filmagem de O Império Contra-Ataca, George Lucas fez o ator David Prowse (o “corpo” de Darth Vader) dizer para Luke que era seu tio. A famosa frase, dita pela “voz” de Vader James Earl Jones, só foi colocada na edição.
– O primeiro beijo entre um branco e uma negra, na história da TV, aconteceu em Star Trek. O Capitão Kirk “ficou” com a Tenente Uhura.
– Graças a Star Trek você tem celular, porta de correr, caneta ótica, som no computador…

– Indiana é o nome da cachorra do personagem Indiana Jones. Seu nome verdadeiro é Henry Jones Jr. Tudo inspirado na cachorra de George Lucas, criador do herói.

– Tom Selleck (o Magnum) era a primeira opção de Lucas e Spielberg para viver Indiana Jones.

– MacGyver não usa armas por causa de um trauma de infância: durante uma brincadeira, um de seus amigos morreu com um tiro acidental.
– O Hobitt é o primeiro livro de J. R. R. Tolkien. Só depois ele criaria a seqüência O Senhor dos Anéis.
– O Senhor dos Anéis serviu de inspiração para diversas obras, de Star Wars a Harry Potter e D&D.
– D&D é a sigla para Dungeons & Dragons, o RPG mais famoso que existe.
– RPG é a sigla para Role-playing game (que pode ser traduzido como “jogo de interpretação de Personagens”).
– 25 de maio é o Dia do Orgulho Geek/Nerd. Nesta data, em 1977, foi lançado Star Wars nos cinemas.
– 25 de maio também é o Dia da Toalha, para homenagear Douglas Adams, o autor do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias.
– Sim, eu sou um geek/nerd.

maio 25, 2009 at 1:24 pm 2 comentários

Ação!

Finalmente saiu a apostila da Sexta Fase, Produção em TV e Cinema. Aqui você acha roteiro, pré-produção, produção e pós-produção. Tudo para ajudar na hora de criar e dar vida ao seu projeto. A apostila também está no xerox (pasta 242) e no Aluno online.
Segunda gravamos o último comercial de 30” com a turma da noite (deu pau na fita e foi preciso refazer). Assim, semana que vem, coloco aqui todos os comerciais que criamos com a galera da Sexta, matutino e noturno. Foi muito divertido.
Aguarde.

março 25, 2009 at 12:41 pm 1 comentário


Twitter

Categorias